Crítica | 12 Heróis

Critica 12 Heróis

A história do primeiro grupo das Forças Especiais dos Estados Unidos enviadas ao Afeganistão.

Baseado no livro “Horse Soldiers”, de Doug Stanton, o filme conta a história real do primeiro grupo especial de soldados americanos que foram enviados ao Afeganistão após o atentado do 11 de Setembro. A missão? Se juntar com a Aliança do Norte, dominar Mazar-e Sharif, acabar com o Talibã e regressar todos vivos, tudo isso em poucas semanas. O Universo teve acesso a Cabine e o resultado você confere agora. Critica 12 Heróis

O grupo é liderado pelo capitão Mitch Nelson (Chris Hemsworth), que após ser transferido para um trabalho burocrático de escritório, na intenção de passar mais tempo com sua família, decide retomar suas atividades habituais em campo motivado pelo atentado de 11 de Setembro. O grupo ainda conta com as presenças de soldados experientes como Hal Spencer (Michael Shannon), Sam Diller (Michael Peña), e Ben Milo (Travante Rhodes), todos entregando boas atuações e doses de humor e humanidade ao grupo nos momentos certos.

s1Do lado Afegão, a Aliança Norte é liderada pelo General Dostum (Navid Negahban), que se desenvolve muito bem e mostra um lado mais humano do povo afegão. O longa deixa claro que, sem Dostum e a ajuda da Aliança do Norte, os 12 Heróis nunca teriam chances de sequer enfrentar o Talibã.

As cenas das batalhas são boas, com uma fotografia que se encaixa bem aos ambientes e momentos, mostrando um cenário bem real da região. Cenas explosivas, com bombardeios por drones, soldados à cavalos contra tanques inimigos e muita ação fazem parte do pacote.

O roteiro de Peter Craig (Atração Perigosa) e Ted Tally (O Silêncio dos Inocentes) tem suas falhas. O filme por diversos momentos dá uma forçada em diálogos clichês e frases de efeito que visam somente enaltecer exacerbadamente o patriotismo americano. Diálogos que por muitas vezes não agregam e nem desenvolvem nada na narrativa do longa, o tornando carregado e lento em certos momentos.

s3No fim, o dinamarquês Nicolai Fuglsig faz um trabalho razoável na direção de 12 Heróis. Sem algo de muito destaque, a película cumpre sua proposta mas é somente mais um filme de guerra americano, como tantos outros que vemos ser lançado ano após ano, com pouca inovação.

Critica 12 Heróis