Análise: King Oddball

Destruição de cenários com base em movimentos básicos da física tem sido moda desde o lançamento de Angry Birds em 2009. Mas será que esse tipo de jogo casa bem